Páginas

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Maresia

Lucas C. Lisboa

Imagina se eu fosse um pirata
e seu quarto navio todo cheio
de riquezas bem mais que ouro e prata
por apenas ter você no meio

lhe darei cantos e serenatas
se for minha sereia de cachos
com perfume do oceano e fragatas
entre os mastros as velas e laços

pelas cordas içadas ao vento
com seu corpo sutilmente preso
minha bela que faço de porto

para todos desejos imensos
que transborda até o mar onde rezo
o meu terço e cântico torto