Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

domingo, 4 de julho de 2010

Membro superior

Lucas C. Lisboa

Mão esta, senil e rota!
Sufoca por um momento!
De todo e puro tormento!

Mão esta, bela e cálida...
Carícia por um momento...
De todo e puro alento...

Mão esta, forte e gentil.
Segura por um momento.
De todo e puro pensamento.

Enviar um comentário