Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Minha Sina

Lucas C. Lisboa

Tenho problemas co'a sina
de com dor de cotovelo
escrever sobre a menina
que foi sonho e pesadelo

o Jeito da pequenina
eu nunca vou esquecê-lo
nada cura a medicina
só pinga limão e gelo

embriagado me alucina
e desenrolo o novelo
de tanta frase traquina
e de verso sem conselho

nunca sei quando termina
a deixa detrás do espelho
o meu poema fulmina
a carta sem rumo e selo

3 comentários:

Ataualpa Pereira disse...

A sina
Ensina
ou Assassina

Nathalia Melati disse...

Pára com isso, Lucas.

Maria Rita disse...

Adorei...vou ficar mais um pouco pra ler mais de tuas escritas!

Beijo pra Ti