Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Arqueira


Lucas C. Lisboa

A flecha dourada
bem em riste pulsa
a morte e a vida
e no vento expulsa

A madeixa alada
pelo ar esvoaça
também dourada
que seduz sua caça

Bárbaro guerreiro
sob sua doce mira
precisa e cruel
penetrando o peito

Seu corpo inteiro
veste verde mirra
canta o menestrel
o seu grande feito












Imagem por: http://www.facebook.com/estranhagrazy
Enviar um comentário