Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

sábado, 19 de outubro de 2013

Pescador de Palavras

Pai, quando você
subia pra pescar
no alto amazonas

Sonhava eu co'as águas
negras e barrentas
que não misturavam
ao se encontrar

Você prometia
que ia me levar
junto se eu ficasse
maior que você

Mas não me levou
até o solimões
e nem mesmo no
baixo Pantanal

Foi no Velho Chico
e no Rio das Velhas
que pescamos juntos

Me esquecia do anzol
confundia as linhas
mas tinha bem sorte
de principiante

Paciência nunca
tive muita e o papo
valia sempre o barco

Moro hoje no Rio
de Janeiro mas na
minha poesia
cabem versos mil

Até mesmo aqueles
de amor guardados
bem na sua gaveta

Eu pesco palavras
tal pescou jaús
com sabor de estórias
e algo de aventura

Paciente deixo
o verso chegar
mordendo meu metro

Puxando forte a linha
perfazendo rimas
embolando estrofes
na poesia turva

Ainda quero ouvir
o esturro duma onça
no meio do mato

Pra saber se o medo
que eu sentia quando
pequeno lhe ouvia
contar é esse mesmo

Mas quero também
ver todo seus versos
sairem da gaveta

Tal fossem cardume
grande de curimbas
tomando o rio todo
em versos e prosas

Pai, vamos pescar
peixes e palavras
nessa mesma linha?
Enviar um comentário