Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

O que não vejo

Nem tardo nem cedo
seu falso querer
eu tenho meu medo
medo de você

Seu falso enredo
de me dizer
que lhe trago azedo
no fel de você

desço sem mais lágrimas
e sem mais soluço
do fim ao princípio

entre minhas lástimas
sequer um impulso
para meu precipício

Enviar um comentário