Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

domingo, 6 de setembro de 2009

Sonetilho engavetado

Lucas C. Lisboa

Não menos malditos sejam
os meus pérfidos poemas
meus versos que não almejam
tédio e rimas amenas

Na terra seca vicejam
rascunhados sem pudor
que se fazem e rastejam
sem um único leitor

Guardo tudo sem encanto
nem sobrado ou palacete
é onde meu lirismo vive

Escrevo pois eu não canto
nem engano com falsete
uma voz que nunca tive
Enviar um comentário