Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

de core

Lucas C. Lisboa

A cor desses olhos seus
sei não menos que de cor
São eles dois sonhos meus
me corando o coração

Pintaria até os ventos
pelo meu sangue curtidos
guardando nossos momentos
tal nas catedrais os vidros

Decoraria meus ateus
pensamentos com as cores
rubras coronárias com deus
coroando nosso grilhão

Tingiria sentimentos
nos bordados coloridos
por deleites quinhentos
de desejos bem floridos



Enviar um comentário