Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

sábado, 25 de dezembro de 2010

Amor Platônico

Lucas C. Lisboa

Eu lhe deixei sim mensagens
Mas vi que eram só miragens
Meus sonhos de pardieiro
pela ave d'outro viveiro.

Eu lhe bordei mil imagens
em meu leito tal paisagem
de desejo verdadeiro
para tê-la por inteiro

sou poeta seduzido
Por seus cabelos tão louros
e seu sorriso de lado

quem dera ser eu querido
pelo mais belo tesouro
que me deixa alucinado!
Enviar um comentário