Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

domingo, 2 de dezembro de 2012

Ela, no espelho, sou eu


Pequenina e magricela
porém faminta como eu
tem um jeito de aquarela
que no pincel se perdeu

Pinta co's dedos a tela
dum jeito bem meu e seu
Assim bruta e singela
uma musa prum ateu

Sou narciso enamorado
por essa doce mocinha
que as vezes morre de medo

de ter o peito apaixonado
pela poesia daninha
que guardamos em segredo

Enviar um comentário