Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Minha meretriz

Debaixo da colcha branca
Agarro suas coxas e ancas
Lhe fazendo meu delírio
me deleitando com teu martírio

Sua nadega não se espanta
quando minha mão lhe espanca
Com meu chicote lhe trilho
Marcas de vermelho brilho

Sua pele minha labuta
duma arte sádica e sacra
aos meus deuses pessoais

Não importa o quanto luta
com sua maestria de puta
É mia serva entre mil ais

Enviar um comentário