Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Fétidas Flores

Lucas C. Lisboa

Não são flores d'alma que presto:
são de sangue e carne, eu atesto.
Fazendo dos teus olhos vítimas,
das perversões minhas mais intimas!

Eu vomito verso indigesto,
o pior do lixo e do resto...
a seco engolido co'as lágrimas,
secreções, loucuras e lástimas!

Leitor pois não me leia incauto;
lhe pegarei em sobressalto...
em seu misto d'asco e desejo!

Sei q'estas palavras imundas,
atiçam vontades profundas...
que dentro de ti antevejo!
Enviar um comentário