Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

quinta-feira, 27 de março de 2008

Conto de Fadas

Lucas C. Lisboa

Carrego uma flor entre os dentes
Para saltar a sua janela
de minha doce cinderela
presa na torre por correntes

Algemada fica tão bela
encanta sábios e videntes
aguça os desejos ardentes
coberta co'a cera de vela

Atiça as formas nada esquálidas
os meus ardorosos carinhos

Adorna-lhe as lágrimas cálidas
entre os seios a rosa de espinhos

Ela, rainha das minhas fadas
no calabouço do meu ninho
Enviar um comentário