Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Blasfêmo!

Lucas C. Lisboa

Se eu fosse tão sacro Abade
lhe queimaria no alto altar.
Se eu fosse Marquês de Sade
brindaria seu paladar!

3 comentários:

Ataualpa Pereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ataualpa Pereira disse...

um bom vinho caro amigo
para honra do messias
cuja vida em seu castigo
fez Sade, Deus, das orgias

Anónimo disse...

Uau!