Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Canalha

Lucas C. Lisboa

Sorria e me beije
as suas lágrimas são belas
mas seus lábios mais

Apenas deseje
d'um jeito mais do que aquelas
putas do meu cais

3 comentários:

Ataualpa Pereira disse...

Gostei disso, fiz cenas mentais doutros tempos da vida...sou um canalha.

L.Rommel Werneck disse...

Olá, eu acabei vendo uma discussão literária num fórum de RPG em que vc defendia o uso dos versos isométricos? POderíamos manter contato? Eu sou editor-geral do blog Poesia Retrô

Lenwve Carol disse...

Chega a doer