Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Enlaçado

Lucas C. Lisboa

me faz de querido
e tira sem pressa
que a cada pedido
lhe cai uma peça

diz no meu ouvido
vem e me confessa
sou seu pevertido
que a fome não cessa

me deixa atrevido
não prenda nem meça
sequer um gemido
parar? não me peça

me faz seu bandido
q'eu cumpro a promessa
de ser seu cativo
contente à beça
Enviar um comentário