Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Café com leite

Lucas C. Lisboa

O negro de forma bela
e cheio de melanina
com esse seu olhar mela
a nina de uma menina

De pele branquinha ela
se faz tão doce e felina
que arrepia toda aquela
nuca atrás da trança fina

Sim, negro garboso e afro
de cabelos de tantas tranças
seduz os olhos da gringa

Ela se sonha no sarrafo
dele enquanto dança
dura seguindo sua ginga
Enviar um comentário