Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Canalha

Lucas C. Lisboa

Para elas vou fazer a Poesia
mais Bela que sequer Camões fazia
Versos sordidamente Lapidados
para ver seus olhares Encantados

Mestre nos Poemas de Galanteria
que consquistará a boca mais macia
por meus Versos nos pequenos recados
corpo e coração são Arrebatados

Escrevo com Heroismo das espadas
das penas, capas, lenços e chapéus
não mando flores mas prometo céus

Me encanta moças tão Apaixonadas
perguntando: "Seus versos são pra mim???"
Só posso responder sincero: "Sim!"

9 comentários:

Anónimo disse...

Ah, essas promessas...rsrsrs...

Encantada, a cada linha, a cada verso, apenas encantada ou seria arrebatada?
boca macia...hummm isso me lembra pele, pele lembra desejo...
porque sempre me perco?

realmente encantada...

beijo sereno,
lissa.

Érica Nicoli disse...

A boca mais macia ele já conquistou(putz como ela é modesta).
Adoro um canalha assumido!
Beijos

Batata disse...

huahuahuahuahua, muito bom o poema...

ô bixo que não presta, sô... =P

Harlequinade disse...

Como sempre, adorei especialmente os tercetos finais!
"Escrevo com Heroismo das espadas
das penas, capas, lenços e chapéis"
passou a mensagem de uma forma muito imagética, adorei!
O "mas" do verso seguinte ficou meio sem sentido, não há contradição entre os versos, ao meu ver.
O toque final foi o "responder sincero" - porque eu entendo totalmente e concordo total! (:

Lilith Caçadora disse...

Adoro ver essa sua canalhice surgindo assim despudoradamente.
E os versos magnificos como sempre...
Ai ai...
E quem disse que não manda flores?
mandar talvez, mas presentear com certeza.

*beijos indecentes*

Luciana disse...

Ficou excelente, Lucas!
Não me lembro de ter lido algo tão simples, direto e sonoro, de vc.
Parabéns!

Wagj, the Churros Passator disse...

(ñ sei se meu comentário saiu, to mandando de novo)
Kra, eu como a paca que sou para interpretar textos literários/metafóricos, etc demorei um pouco pra interpretar esse...

Mas agora que parei pra entender, quando fui lendo, fui sendo levado pela "canalhisse" do sujeito!! Que canalha filho da puta!! E é o canalha que desperta raiva e ao mesmo tempo uma risada, pois tem a mais pura e marota "canalhisse"...Tão pura, tão autêntica, tão abertamente canalha, que ñ se pode ficar 100% irritado com ela!

Achei uma ótima destilação do canalha, por assim dizer!

Anónimo disse...

Lucas, essa canalhice toda funciona! rs
Uso essa estratégia vez ou outra.
Eu e você podemos dar as mãos.

Beijo, canalha.

Anónimo disse...

lindo, lindo!
é bem assim que se arrebata muito coração por ai... rs
bjo