Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

quinta-feira, 3 de março de 2011

Meu rancor

Lucas C. Lisboa

Meu rancor é tanto frio e quanto cálido
Amargo tal um beijo calculado
e doce como uma trufa roubada
Nem riso ou tristeza acalentada

Pouco importa qual seja meu estado
já nem pensar em certo ou errado
Não duvido da pedra atirada
pois sei que minh'alma está acorrentada

Insônia não é mal em companhia
Quando esta de modo algum lhe trai
e não traz consigo nenhuma cobrança

Insônia não é mal em solidão.
Quando ficar calado nada atrai
ou da madrugada provoca mudança
Enviar um comentário