Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

domingo, 17 de junho de 2018

Convite

Posso continuar
Na mesa dum bar
Tomando cerveja
Contigo na mesa

Posso lhe beijar
sorvendo seu ar
para que me veja
Tal seu rei e alteza

Posso lhe enlaçar
Meu ato num par
de mimo e maltrato
perverso retrato

Do bem que lhe faço
Lhe abrindo no espaço
das pernas num ato
que dentro me engato

Lhe ensino meu passo
lhe adestro seu traço
Prum plano insensato
dentro do quarto

Onde meu amasso
é de ferro, de aço
atada em pleno ar
de tanto gozar

Menina sem nome
Espero que me tome
esse poema meu
Como convite seu

Pruma noite insone
que agente se come
até o fim do breu
da noite sem léu





Enviar um comentário