Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

sábado, 31 de outubro de 2009

Donzela de Seda

Lucas C. Lisboa

O sabor adocicado,
eu tenho e jamais o nego!
Mas ele está bem guardado:
oculto pelo meu ego...

Sei até o que faço errado:
ao mau hábito me apego.
Tendo o corpo maltratado
se de raiva fica cego...

Eu até gosto de espinhos,
pois realçam o perfume
da flor que traz para mim.

Eu me dou bem com carinhos:
do punhal de fino gume
vindo a me cortar enfim!

Enviar um comentário