Publicação em destaque

Poeta e apenas poeta

Já me olharam espantados quando digo que sou poeta e só poeta. Que não canto, nem danço, nem atuo, nem pinto, nem bordo, que "só" ...

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Sonetilho II

Lucas C. Lisboa

Pois todos os dias eu travo
uma batalha sem fim
Sendo às Palavras escravo
do que Elas querem dizer

Sendo sempre torto e bravo
no que dizem para mim
Pois meus dedos nunca cravo
no que dizem pra você

Sendo sempre o mais ávaro
em sabê-los tal qual e assim
pra cada Letra entender

Pois Versos eu ainda gravo
nessa torre de marfim
pra vê-los resplandecer
Enviar um comentário